Pular para o conteúdo
Início » “Influencer robô” fatura mais de 50 mil reais por mês

“Influencer robô” fatura mais de 50 mil reais por mês

    A inteligência artificial (IA) é uma área da ciência da computação que se concentra no desenvolvimento de sistemas e máquinas capazes de realizar tarefas que normalmente requerem inteligência humana. O objetivo primordial da IA é capacitar máquinas a aprender, raciocinar, perceber, compreender e tomar decisões de forma autônoma. Esses sistemas são construídos utilizando algoritmos e modelos matemáticos que permitem que eles processem grandes quantidades de dados, reconheçam padrões, tomem decisões ou resolvam problemas de maneira mais eficiente do que os métodos tradicionais de programação.

    Existem diferentes tipos de IA, incluindo a IA estreita (ou fraca), que se concentra em realizar tarefas específicas dentro de um contexto limitado, e a IA geral (ou forte), que teoricamente seria capaz de realizar uma ampla gama de tarefas de forma similar à inteligência humana.

    O campo da IA abrange várias técnicas, como aprendizado de máquina (machine learning), redes neurais artificiais, processamento de linguagem natural (NLP), visão computacional, entre outras. O aprendizado de máquina, por exemplo, é uma área chave da IA que permite que os sistemas aprendam e melhorem a partir de dados sem uma programação explícita. A inteligência artificial está sendo aplicada em diversos setores, como saúde, finanças, automação industrial, veículos autônomos, assistentes virtuais, jogos, entre outros. Seu potencial para otimizar processos, tomar decisões mais precisas e lidar com grandes conjuntos de dados continua a impulsionar avanços significativos e a transformar várias áreas da vida humana.

    A personagem

    Aitana López, a criação da inteligência artificial, possui 25 anos de idade e ostenta cabelos cor-de-rosa. Com uma contagem de seguidores já atingindo 124.000 no Instagram, Cruz explicou à Euronews que a concepção de López surgiu após enfrentarem dificuldades no trabalho com modelos e influenciadores reais. Ele esclareceu que muitos projetos eram constantemente adiados ou cancelados devido a questões que estavam além do controle da agência, frequentemente associadas às atitudes dos influenciadores ou modelos.

    Aitana foi desenvolvida com uma “personalidade” moldada com base no que a sociedade mais valoriza, conforme afirmou Cruz, sendo retratada como uma mulher “forte e determinada”, apaixonada por videogames e fitness. Até o momento da publicação, foram compartilhadas 56 fotos em sua conta no Instagram. Algumas imagens dela em lingerie também foram postadas no Fanvue, uma plataforma de assinaturas semelhante ao OnlyFans.

    No entanto, Aitana não está sozinha nesse cenário. Ela enfrenta a concorrência de versões mais antigas de influenciadores que são totalmente fictícios, estes criados manualmente por designers humanos. É o caso de Lil Miquela e Shudu, ou avatares brasileiros como Nat Natura e Lu da Magalu.

    Lembrando que tualmente, não é possível que uma pessoa seja uma IA (Inteligência Artificial). As inteligências artificiais são sistemas criados por humanos para executar tarefas específicas e, apesar de avançarem em áreas como reconhecimento de padrões, processamento de linguagem natural e aprendizado de máquina, elas são construídas com base em algoritmos e não possuem consciência, sentimentos ou autoconsciência como os seres humanos.

    O termo “pessoa IA” pode se referir a um avatar, personagem ou perfil criado digitalmente que representa uma entidade fictícia na internet, especialmente em redes sociais, como os influenciadores virtuais mencionados anteriormente, como Lil Miquela ou Aitana López. Esses avatares são produtos de design e programação por humanos, embora possam ser apresentados de maneira a parecerem indivíduos reais.

    No entanto, esses avatares não têm consciência própria, emoções reais ou uma existência independente além de serem programas de computador que respondem a estímulos ou interações conforme programados. Embora possam ser bastante realistas e interagir com os usuários, eles não possuem a complexidade da mente humana nem estão conscientes de si mesmos.