Pular para o conteúdo
Início » Fique por dentro de todas as novidades da Copa do Mundo 2026

Fique por dentro de todas as novidades da Copa do Mundo 2026

    A FIFA anunciou uma grande mudança no formato da Copa do Mundo de 2026, marcando um marco histórico como a primeira edição a apresentar 48 seleções. Esta expansão resultará em 12 grupos, cada um com quatro times, proporcionando uma ampla oportunidade para mais nações participarem do torneio. Os ajustes no formato incluem a qualificação de dois times de cada grupo, juntamente com os oito melhores terceiros colocados, para avançarem para a fase eliminatória. A partir desse ponto, os 32 times restantes competirão em partidas eliminatórias até a final.

    Uma consequência direta dessa mudança é que as equipes que alcançarem as semifinais do torneio enfrentarão o desafio de disputar oito jogos ao longo do campeonato, um aumento em relação aos tradicionais sete jogos dos formatos anteriores. Essa alteração representa um teste adicional de resistência e desempenho para as equipes que buscam avançar para as etapas finais do torneio. Essa expansão do torneio e a reconfiguração do formato pretendem proporcionar uma competição mais inclusiva, permitindo que mais nações participem do maior evento de futebol do mundo, ao mesmo tempo, em que oferecem mais emoção e oportunidades de jogos aos competidores.

    A decisão de expandir o número de seleções na Copa do Mundo para 48 equipes foi tomada pelo Conselho da FIFA, a instância mais alta da entidade, durante sua reunião em Kigali, capital de Ruanda. O país também sediará o Congresso da FIFA, previsto para a próxima quinta-feira, onde Gianni Infantino será reeleito para um novo mandato, estendendo-se até 2027. Inicialmente, quando a FIFA decidiu pela ampliação, o plano era dividir as 48 seleções em 16 grupos com três times cada. Os dois melhores de cada grupo avançariam para um mata-mata, totalizando 32 seleções. A final da Copa do Mundo foi marcada para o dia 19 de junho de 2026.

    No entanto, a FIFA logo identificou problemas com esse formato. Com três seleções em cada grupo, a última rodada sempre teria uma equipe descansando, o que poderia criar situações onde as outras duas equipes em campo poderiam tentar manipular o resultado, dependendo dos jogos anteriores. Diante dessas preocupações e visando evitar possíveis manipulações ou acordos entre as equipes, a FIFA revisou o formato original, optando pelo modelo de 12 grupos com quatro equipes cada, permitindo que todos os times joguem todas as rodadas sem a necessidade de uma equipe descansar a cada rodada, garantindo, assim, um equilíbrio e integridade maiores no torneio.

    Além disso, a Copa do Mundo de 2022 no Catar ofereceu um novo argumento para revisão do formato. A última rodada da fase de grupos foi especialmente emocionante, com confrontos decididos nos momentos finais e surpresas, como a eliminação da Alemanha. A FIFA, ainda em Doha no final do ano passado, já admitiu a possibilidade de promover a mudança no formato da Copa de 2026, considerando o retorno aos históricos grupos de quatro times.

    O formato original, com 16 grupos de três equipes, já havia aumentado o número de jogos na Copa do Mundo – de 64, no formato anterior, que se despediu em 2022, para 80 jogos, no formato planejado para estrear em 2026. A distribuição dos jogos já havia sido decidida pela FIFA entre os três países-sede do próximo Mundial: 10 no México, 10 no Canadá e 60 nos Estados Unidos.

    Com a mudança para 12 grupos de quatro times, o número total de jogos aumentará para 104. A FIFA e o Comitê Organizador da Copa do Mundo de 2026 irão trabalhar em conjunto para determinar como e quando esses novos jogos serão alocados. Além disso, a FIFA decidiu estender o período de preparação para o Mundial, que em 2022 foi de apenas sete dias, assim como aumentar o tempo de descanso após o término do torneio. Considerando o tempo de preparação, a realização da Copa e o intervalo de descanso até o reinício das atividades, a FIFA planeja um período total de 56 dias – algo semelhante aos períodos de intervalo dos mundiais de 2010, 2014 e 2018.