Veja as 7 melhores novelas mexicanas de todos os tempos

By: portalfutebolnews.com.br

As telenovelas mexicanas são reconhecidas mundialmente por suas tramas envolventes, personagens cativantes e desfechos inesperados, especialmente aqui no Brasil, onde conquistaram milhões de fãs.

Escolher as melhores dentre tantas opções é uma tarefa desafiadora, dada a diversidade e qualidade das produções. No entanto, elaboramos uma seleção das sete melhores novelas mexicanas de todos os tempos, considerandos critérios como popularidade, excelência artística, influência cultural e reconhecimento internacional.

Neste artigo, exploraremos essas obras-primas da televisão mexicana, que deixaram um legado e continuam a inspirar gerações no gênero das telenovelas.

1. Rebelde


A telenovela juvenil mexicana, lançada em 2004, ainda é lembrada por conquistar jovens e adolescentes da década de 2000, mantendo um público fiel até os dias atuais. Seu elenco principal é composto pelo sexteto formado por Dulce Maria no papel de Roberta, Anahí como a ricaça Mía Colucci, Maite Perroni interpretando a tímida Lupita, Christopher von Uckermann como Diego, Afonso Herrera como Miguel e Christian Chávez como Giovanni.

Na trama, esses seis jovens de diferentes classes sociais, personalidades e estilos de vida, encontram na música uma forma de enfrentar os desafios do ensino médio em uma escola particular.

A produção apresenta personagens imersos em intrigas, romances e traições, típicas do estilo das telenovelas mexicanas. Rebelde mantém uma avaliação geral acima da média, registrando 6,9 no IMDb, um popular site de avaliações cinematográficas.

2. A Usurpadora

Se você já se deparou com memes da icônica Paola Bracho, interpretada por Gabriela Spanic, sem saber do que se tratava, prepare-se para conhecer uma das personagens mais emblemáticas das novelas mexicanas.

“A Usurpadora” é apenas uma entre muitas produções que exploram as diferenças de classe e começam com um amor impossível. No elenco, Spanic enfrenta o desafio de interpretar as gêmeas Paola e Paulina, ao lado do galã das novelas, Fernando Colunga, e de outras figuras como Libertad Lamarque, no papel da amada Vovó Piedade, e Chantal Andere como a beata Estefania.

A trama gira em torno da troca de identidade entre Paulina, criada na pobreza, e Paola, que sempre teve tudo o que quis, mas não se adapta à vida de casada. Ao assumir o lugar de Paola na família Bracho, Paulina sente-se responsável por restaurar o bem-estar daqueles que sua sósia vinha maltratando, mas acaba se apaixonando pelo devoto marido de Paola, Carlos Daniel.

A novela foi reprisada várias vezes na TV e até recebeu uma nova adaptação pelo Prime Vídeo em 2019, mantendo o mesmo título. Sua avaliação de 7,8 no IMDb reflete sua grande popularidade.

3. Rubí

“Rubí” (2010) é um remake da renomada novela homônima lançada em 2004. Nesta versão, Camila Sodi assume o papel de uma mulher ambiciosa e sedutora, apaixonada pelo dinheiro.

A nova produção apresenta um cenário mais contemporâneo e um elenco renovado, com José Ron e Rodrigo Giron como os galãs que despertam o interesse da protagonista. Kimberly dos Ramos interpreta Maribel, enquanto Ela Velden assume o papel de Carla. Esta nova adaptação do clássico está disponível na plataforma Globoplay.

Na trama, Rubí concede uma entrevista a uma jornalista interessada em descobrir como ela alcançou o sucesso. A personagem concorda e começa a narrar sua história, revelando como usou sua beleza e charme para conquistar tudo o que desejava: uma vida luxuosa.

A protagonista, que surge como uma força indomável vinda da pobreza, desta vez alcança o patamar de vida que sempre sonhou, envolvendo-se em conflitos, traições e, sobretudo, quebrando corações. Essa produção recebeu a avaliação de 6,3 no IMDb.

4. Maria do Bairro

Neste clássico da Televisa, Thalía, que já é reconhecida pelo público tanto em suas incursões na música quanto nas novelas, interpreta uma das personagens mais icônicas de sua carreira na televisão. “Maria do Bairro” é uma trama repleta de reviravoltas que apresenta ao público uma vilã impiedosa e maligna, interpretada por Itatí Cantoral.

A produção conta com um elenco estelar, incluindo Fernando Colunga como par romântico de Maria, Rebeca Manríquez como a empregada pouco amistosa, Irán Eory como Vitória, Ricardo Blume como o patriarca da família, e Osvaldo Benavides como o filho perdido, a partir da terceira fase da novela.

A história tem início com Maria Hernandes, uma órfã de origem humilde que, após perder a madrinha que a criou, é acolhida pelo poderoso magnata Fernando De La Vega como um ato de bondade. Após superar os conflitos com a família De La Vega e se apaixonar pelo filho mais velho, com quem tem um filho na primeira fase da novela, a protagonista enfrenta um novo obstáculo: encontrar o bebê que abandonou em um momento de desespero.

A partir daí, Maria enfrenta a dor das traições, a separação de seu filho e até mesmo a prisão, sendo inocente. A popularidade da novela junto ao público também é evidente no IMDb, com uma avaliação de 7,3.

5. Teresa

“Teresa” é uma novela que, em muitos aspectos, evoca lembranças de “Rubí” (2004), embora não haja nenhum relato oficial associando as duas obras. No entanto, “Teresa” conquistou seu próprio sucesso entre os espectadores.

A personagem-título é interpretada por Angelique Boyer, contracenando com Sebastián Rulli e Aarón Díaz, seus dois admiradores na trama. O elenco também inclui Cynthia Klitbo no papel de Juana e Margarita Magaña como Aida.

Na trama, Teresa anseia pelo poder e sonha em escapar da pobreza mediante um relacionamento com um milionário capaz de sustentar seus luxos, enquanto busca vingança contra os ricos que a humilharam. Em comparação com “Rubí”, a novela apresenta um tom ainda mais cruel e vaidoso por parte da protagonista. A produção também recebeu uma avaliação positiva no IMDb, atingindo a marca de 7,7.

6. Café com Aroma de Mulher

Voltando aos clássicos, “Café com Aroma de Mulher” foi uma dessas produções que se destacou com sua música tema marcante, enredo repleto de paixões intensas e uma protagonista que sabia como causar tumulto.

Na trama, Gaivota, interpretada por Margarida Rosa, conquistou o coração de Sebastián Vallejo, papel desempenhado por Guy Ecker, um dos herdeiros da família Vallejo. O elenco também inclui Alejandra Bojero como a noiva despeitada Lucia, Cristóbal Errazúriz como Iván Vallejo e Danna García no papel de Marcella Vallejo.

Ao longo da novela, Gaivota, que trabalha na colheita de café com sua mãe na fazenda dos Vallejo durante as temporadas, acaba se apaixonando pela última pessoa que deveria: o herdeiro principal de toda a propriedade e neto do patriarca da família.

Apesar de seu amor pela garota e de sua paixão pela fazenda, Sebastián é pressionado pela família a partir para Londres, abandonando seu amor. A partir desse momento, ambos enfrentarão numerosos desafios para reacender a paixão perdida. “Café com Aroma de Mulher” é a melhor avaliada da lista, com uma nota impressionante de 8,4 no IMDb.

7. Marimar


Uma vez mais, a atriz Thalia brilha ao interpretar uma personagem marcada pela pobreza extrema que ascende ao luxo. A produção está entre as mais reexibidas das novelas mexicanas e acabou superando em sucesso a original, “La Indomable”, de 1974.

Em “Marinar”, Thalia contracena com Eduardo Capetilho, seu par romântico, Chantal Andere como a cruel Angélica, Afonso Iturralde como Renato e René Muñhoz vivendo o Padre da cidade, que já a acompanhou em outras novelas.

Marimar é retratada como uma jovem travessa que cativa a todos em sua vila de pescadores humilde. No entanto, tudo muda quando ela conhece o ambicioso Sergio Santibáñes, que a seduz para irritar seu pai.

Nesta adaptação, a protagonista, antes ingênua, revela uma nova faceta de sua personalidade quando é abandonada grávida por aquele que pensava ser seu grande amor. A história de vingança e superação de Marimar alcançou a avaliação de 6,6 no IMDb.