Relembre as piores lesões dos craques brasileiros desde Pelé

By: portalfutebolnews.com.br

As lesões são uma parte inevitável da carreira de qualquer jogador de futebol, e os jogadores brasileiros não são exceção. Nesse artigo, você encontrará as principais lesões dos jogadores brasileiros ao longo dos anos:

RONALDO FENÔMENO

A lesão no joelho que marcou a carreira de Ronaldo Nazário foi uma ruptura do tendão patelar do joelho direito. Isso ocorreu em novembro de 1999, quando ele jogava pela Internazionale, durante uma partida contra o Lecce, pelo campeonato italiano.

A lesão foi particularmente grave, pois o tendão patelar é essencial para a estabilidade e a função do joelho. Ronaldo precisou passar por uma cirurgia extensa para reparar o tendão rompido e enfrentou um longo período de reabilitação. Essa lesão o afastou dos gramados por vários meses e levantou dúvidas sobre sua capacidade de se recuperar e voltar a jogar em alto nível.

No entanto, Ronaldo mostrou incrível determinação e resiliência durante sua reabilitação. Ele retornou aos gramados em abril de 2000, mais cedo do que muitos especialistas previram, e continuou a impressionar o mundo do futebol com suas habilidades excepcionais.

Apesar da lesão no joelho, Ronaldo continuou a desfrutar de uma carreira notável, conquistando títulos e deixando um legado duradouro no esporte.

ZICO

Zico, outro grande jogador de futebol brasileiro, também teve sua parcela de lesões ao longo de sua carreira. Embora não tenha sido tão afetado por lesões graves quanto alguns outros jogadores, como Ronaldo, Zico enfrentou alguns contratempos físicos ao longo dos anos.

Uma das lesões mais notáveis de Zico ocorreu durante a Copa do Mundo de 1982, na Espanha. Ele sofreu uma contusão muscular na coxa durante a partida contra a Escócia, o que o impediu de jogar em plena forma pelo restante do torneio. Essa lesão foi uma grande perda para a seleção brasileira naquele mundial, já que Zico era uma peça-chave no time.

Além disso, ao longo de sua carreira, Zico também enfrentou outras lesões musculares e contusões comuns no futebol. No entanto, sua habilidade técnica, inteligência tática e determinação o ajudaram a superar esses contratempos e a se destacar como um dos maiores meio-campistas da história do futebol mundial.

Apesar das lesões, Zico deixou um legado duradouro no esporte, sendo lembrado não apenas por suas conquistas individuais, mas também por sua contribuição para o futebol brasileiro e internacional.

NEYMAR

Neymar, um dos jogadores mais talentosos e reconhecidos do futebol contemporâneo, enfrentou diversas lesões ao longo de sua carreira. A lesão mais grave, ou seja, que afastou o jogador por mais tempo dos gramados, foi a fratura no quinto metatarso.

Em fevereiro de 2018, Neymar sofreu uma fratura no quinto metatarso do pé direito durante uma partida do Paris Saint-Germain. Essa lesão exigiu cirurgia e um período de recuperação que o afastou dos gramados por alguns meses, inclusive durante a preparação para a Copa do Mundo de 2018.

Neymar também enfrentou várias lesões musculares ao longo de sua carreira, incluindo distensões e rupturas. Essas lesões geralmente ocorrem devido à intensidade do jogo e à grande exigência física que o futebol profissional impõe.

Neymar também teve problemas recorrentes no tornozelo ao longo de sua carreira, causados por entradas duras de adversários ou movimentos bruscos durante as partidas.

Essas lesões, embora desafiadoras, fazem parte do esporte e são enfrentadas por muitos jogadores de futebol ao longo de suas carreiras. A capacidade de se recuperar dessas lesões e voltar ao mais alto nível é uma prova da resiliência e da determinação de Neymar como atleta.

PELÉ

Pelé, o lendário jogador de futebol brasileiro, sofreu algumas lesões significativas ao longo de sua carreira. Uma das lesões mais notáveis ocorreu na Copa do Mundo de 1966, na Inglaterra, quando ele foi alvo de muitas faltas violentas por parte dos adversários.

Em particular, ele sofreu uma lesão no ligamento do joelho após uma entrada dura do jogador português João Morais, que o obrigou a sair de campo. Isso acabou contribuindo para a eliminação precoce do Brasil na competição.

Além disso, ao longo de sua carreira, Pelé enfrentou diversas outras lesões, comuns para jogadores de futebol, como distensões musculares, contusões e torções. No entanto, sua resiliência e habilidade de recuperação rápida geralmente o permitiam retornar ao campo em pouco tempo, demonstrando sua extraordinária capacidade atlética e mental.

Apesar das lesões, Pelé continua sendo um dos maiores jogadores de futebol de todos os tempos, com um legado que transcende as dificuldades físicas que enfrentou ao longo de sua carreira.

KAKÁ

Kaká, o ex-jogador de futebol brasileiro conhecido por sua habilidade técnica e visão de jogo, enfrentou algumas lesões ao longo de sua carreira. Embora não tenha sido tão afetado por lesões graves como alguns outros jogadores, como Ronaldo ou Neymar, Kaká teve alguns contratempos físicos ao longo dos anos.

Em 2000, Kaká sofreu uma lesão no joelho durante um jogo pelo São Paulo, que o afastou dos gramados por vários meses. No entanto, ele conseguiu se recuperar totalmente e voltar a jogar em alto nível.

Kaká também enfrentou problemas de pubalgia ao longo de sua carreira, uma condição que causa dor na região da virilha e pode afetar a capacidade de um jogador de atuar em sua melhor forma.

Apesar dessas lesões, Kaká teve uma carreira de sucesso, conquistando títulos tanto em nível nacional quanto internacional e sendo reconhecido como um dos melhores jogadores de sua geração